segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Como ouvirão se não há quem pregue?

Depois da viagem missionária, só posso louvar ao Pai pela oportunidade única que Ele me concedeu...
Saímos de Rio Branco antes do amanhecer de sexta-feira, em direção à Sena Madureira. De lá seguimos de barco para a aldeia Caiapucá, da tribo Jaminawa.
Foram sete horas "descendo" o rio, em comunhão com mais 37 pessoas. Ao chegar lá, nem consigo descrever a alegria dos índios ao nos verem. Uma recepção simples, porém calorosa, que vale mais que todos os tapetes vermelhos do mundo.
Ainda na noite de sexta, tivemos um culto onde ouvimos um pouco da situação espiritual dos índios. Eles apresentaram hinos de louvor em sua própria língua, foi maravilhoso! Cantavam e depois nós cantávamos o mesmo hino em português. Aleluia! Nem dá pra descrever a expressão de alegria que vi em seus rostos, ficará pra sempre na minha memória...
No sábado, pela manhã, tivemos o que, para mim, foi o momento mais marcante da viagem. Uma índia chamada Alice deu uma palavra de agradecimento pela nossa presença ali, e ao mesmo tempo fez um pedido: Que Deus mandasse um missionário para trabalhar ali! Mas ela não fez um simples pedido! Ela clamou com alta voz, chorou (e me fez chorar também), suplicou, afirmando que sentia alegria por conhecer a Cristo, mas que ficava sentida por saber que seu próprio esposo e alguns de de seus filhos não queriam saber do evangelho, ou seja, eles iriam pro inferno! Aquela mulher estava com sede de Deus, fome da Palavra. O irmão João Kaxinawá, que já é crente há muitos anos, sempre faz o que pode na aldeia pra disseminar a Palavra, mas ele não sabe ler em português, por isso não tem como ensinar aos outros. Nos fins de semana eles realizam cultos ao Senhor onde cantam hinos e fazem orações. Mas eles querem aprender, desejam crescer espiritualmente.
Enquanto a irmã Alice levantava o clamor, refleti quantas vezes um pastor ou missionário traz uma palavra e muitos de nós não prestamos atenção, não damos valor ao recado de Deus e desviamos nossa atenção com conversinhas bobas, risadas ou brincadeiras. Enquanto isso, aqueles indígenas estavam clamando por alguém que pudesse estar com eles todos os dias, transmitindo e compartilhando lições bíblicas com eles! Nesse momento me senti tão pequeno, tão humilhado diante do Senhor, que pedi perdão ao Pai pelas vezes em que desviei minha atenção na hora das mensagens!
Após esse momento, fizemos a distribuição das roupas que arrecadamos. Havia até um par de patins no meio das doações (depois fiquei sabendo que, na cabana onde ficou, o par de patins estava sendo a maior alegria)
Durante a tarde, tomamos banho na chuva e compartilhamos de momentos preciosos uns com os outros. Escorregamos na lama de cima do barranco até a beira do rio. Foi ótimo! hehe... Quem não desceu, perdeu!
Durante a noite, o último culto junto dos irmãos indígenas. Momentos de gratidão, louvor e muita alegria! Obrigado Pai...
Saímos no domingo, cinco da manhã, desta vez subindo o rio, ou seja, sabíamos que a viagem seria bem mais longa. Resultado: Quinze horas e meia no barco (Ufa!). Foi tempo suficiente pra conversar, dormir, tomar banho, dormir de novo, orar, cantar, dormir de novo... =)
Chegamos em Sena Madureira às oito e meia da noite e retornamos a Rio Branco. Cheguei cansado, exausto, entretanto o meu espírito estava absolutamente alegre e cheio da graça do Senhor! Aleluia!
Se eu fosse contar aqui, tudo o que passamos nessa viagem missionária, garanto que faltaria espaço nesse blog. Mas só tenho uma palavra a dizer:
Ebenézer!*
====
Versículos:
"Quão formosos são, sobre os montes, os pés do que anuncia as boas novas, que faz ouvir a paz, do que anuncia o bem, que faz ouvir a salvação, do que diz a Sião: O teu Deus reina!"
(Isaías 52:7)
"Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?"
(Romanos 10:14)
Há indiozinhos no meio da mata
que nunca ouviram falar de Jesus!
Senhor manda obreiros pro meio da mata
levando a mensagem de luz...
Há indiozinhos no meio da mata
que não conhecem o amor de Jesus!
*Ebenézer significa: Até aqui, nos ajudou o Senhor!

8 comentários:

juliana disse...

ke experiencia maravilhosa hein...
"Como ouvirão se não há quem pregue?"
toca muito o meu coração, pois precisamos dividir com o mundo o que temos de melhor: Jesus Cristo.
E quantas pessoas vivem sem conhecer, sem ao menos poder descidir sobre o novo nascimento, pois nao conhecem, e como conheceram se nao nao falarmos?

Isto é uma grande lição de vida: Levar o evangelho a toda criatura, no podemos nos acomodar no conforto de nossas casas, sabendo que pessoas estao morrendo e indo pr inferno. O momento é esse, a hora é agora, vamos nos vestir das armaduras do Senhor e vamos pra luta.
Louvo a Deus por sua vida, meu querido.

Cumpade disse...

É...eu soube de tudo isso!
como eu queria ter ido =/
mas foi ótimo mesmo =P
hehehe
bjubju

Flávia disse...

Experiência única né Fiizin?!
Fiquei mto triste por não ter ido!
Fiquei emocionada em ver o q vc escreveu, é mto bom pra vermos e analisarmos nossa vida. Será q estamos fazendo o q Deus nos mandou, pregando o evangelho? Será q nos preocupamos realmente com as pessoas q nos rodeiam? Sabemos q se não aceitarem Jesus com único e suficiente salvador e Senhor irão passar a eternidade no inferno.
Q o Senhor nos fortaleça a cada dia, q nos abençoe pra q possamos mostrar ao mundo a graça salvadora de Jesus.

fica com Deus meu amigo, meu irmão
bebeijo

FlpMchD disse...

Eiiiiiiiiiiiiiii..........


caramba....
ate eu notei minha ausencia do teu blog...ihihihiih...

poise...
vc redatou a viagem todinha....
Foi uma graaaande benção....

E Agradeço a Deus por aqueles momentos...=]

Ei....

Abrasss...=]

====================
Musica

Preciso de Ti - Diante do Trono
PRECISO DE TI
PRECISO DO TEU PERDÃO

PRECISO DE TI
QUEBRANTA MEU CORAÇÃO

COMO A CORÇA ANSEIA POR ÁGUAS
ASSIM TENHO SEDE

COMO TERRA SECA ASSIM É A MINH'ALMA

PRECISO DE TI

DISTANTE DE TI SENHOR
NÃO POSSO VIVER

NÃO VALE A PENA EXISTIR
ESCUTA O MEU CLAMOR
MAIS QUE O AR QUE EU RESPIRO
PRECISO DE TI

NÃO POSSO ESQUECER
O QUE FIZESTE POR MIM


COMO ALTO É O CÉU
TUA MISERICÓRDIA É SEM FIM
COMO UM PAI SE COMPADECE DOS FILHOS
ASSIM TU ME AMAS

AFASTA AS MINHAS TRANSGRESSÕES

PRECISO DE TI
E AS LUTAS VÊM TENTANDO ME AFASTAR DE TI
FRIEZA E ESCURIDÃO PROCURAM ME CEGAR

MAS EU NÃO VOU DESISTIR
AJUDA-ME SENHOR
EU QUERO PERMANECER
CONTIGO ATÉ O FIM
====================

Precisamos dEle...=]

Joshua disse...

Maravilha mano

Seria importante que alguém desta tribo fosse levada para um centro de preparação de missionários onde recebesse instrução e preparo para retornar a sua aldeia e realizar o trabalho do Senhor em sua cultura. Tenho plena certeza que oportunidade para isso não vai faltar. Deus lhe abençoe e ilumine.

deborahklanitza disse...

Verdade, comcordo com a pessoa que disse de preparar algum indio ou india para levar a palavra de Deus em sua aldeia e até msmo nas aldeias proximas..
Penso em ser a obra mais pura levar e pregar o Evangelho em todas as nações, inclusive em ajudá~los com donativos porque se eles veem op nosso exemplo sem dúvida vão respeitar muito a nossa religião e será de muito exemplo áqueles que ainda não aceitam o nosso evangélio..Que Deus multiplique os fritos da obra de voces

DE QUE IGREJA VOCES SÃO?

Michele Carvalho disse...

vamos nos atentar para Missões, por que o mundo clama, chora e o desespero de saber que uma pessoa pode morrer e ir para o inferno e por que eu ou você não levamos a salvação é mundo grave, é inaceitável...

Michele Carvalho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.